Entrevista com Will e Kyle nos EUA


Antes do último show da turnê nos Estados Unidos, Will e Kyle cederam uma entrevista ao site Out Of Order. Confira a tradução de algumas perguntas e respostas abaixo!



OOO: Quais são suas músicas favoritas para tocar? 

Kyle: "The Silence" é a minha, porque eu toco teclado e eu estou normalmente bloqueado nesse teclado. Mas em "The Silence" eu toco baixo. Tipo, imagine um pássaro que foi enjaulado por dois anos, e você deixou a porta aberta, e ele simplesmente enlouquece. Esse sou eu... Eu não posso nem tocar baixo.

Will: Ele quase desmaia. Porque ele é muito novo no baixo, leva tanta concentração que ele se esquece de respirar.

OOO: Isso é inspirador. Isso é arte. 

Will: Essa é a técnica específica que ele usa. Que técnica você usa para tocar baixo, sem desmaiar?

Kyle: Will, qual é a sua música favorita pra tocar?

Will: "Bad Blood", porque é no começo, e eu ainda tenho muita energia. Quatro músicas, e eu estou um pouco cansado. E a música começa com o baixo. Tudo o que começa comigo, eu gosto.

OOO: Independentemente de seus talentos, se vocês tivessem que tocar um gênero diferente de música, o que seria?

Will: Eu acabei de comprar uma gaita, e na última semana eu me tornei obcecado por isso.

Kyle: Eu posso garantir totalmente!

OOO: Vai ter gaita no segundo álbum? 

Kyle: NÃO...

Will: SIM... um solo de gaita. Então, sim, se eu tivesse que tocar outro gênero de música, eu iria tocar blues-harp em Chicago na década de 1930.

Kyle: Porque nós não estão presos a um gênero no álbum. Nós vamos de um mínimo elétrico com "Overjoyed" para sons orgânicos.

OOO: Eu tenho uma hipótese para vocês. Bastille com os quatro de vocês está acabando, e vocês têm que escolher seus substitutos. Quem vocês escolhem? 

Will: Eu teria Gandhi no baixo e Martin Luther King Jr. pode intervir nos dias em que Gandhi não puder estar lá [...] Woody seria uma espécie de jogador de futebol. E Dan... Hmm... Ele é difícil, porque ele é talentoso. Como é que vamos substituí-lo?... Miley Cyrus. 

Kyle: Cyrus! Cyrus nos vocais. Que banda.

OOO: Quem é o empresário de turnê? 

Kyle e Will: [em coro] Martin Luther King!

OOO: Então, eu sei que você tem algumas tatuagens, Will. Sua tatuagem "Bad Blood", você fez quando estava bêbado? 

Kyle: A "Bad Blood" foi quando estava bêbado e as outras duas foram quando era menor de idade, então basicamente a mesma quantidade de planejamento foi para ambas.

Will: Quando você tem 15 anos, uma tatuagem de aranha é legal. Você faz coisas quando você tem 15 anos. Esta segunda, 16. Esta [apontando para a tatuagem Bad Blood em seu braço], tequila é uma amante cruel. Estávamos no SXSW, e o álbum tinha acabado de ser lançado, e eu sou um narcisista egocêntrico, então eu estava tipo, "eu tenho um álbum número um, eu provavelmente deveria ter isso no meu braço." Eu nem sequer tinha dinheiro, mas todo mundo me deu dinheiro para que eu pudesse ir fazê-la. 

Kyle: Mas não se pode deslocar a culpa. Foi idéia sua.

Will: Todo mundo tem idéias malucas quando bebe vinte tequilas.

OOO: Bem, qual vai ser sua tatuagem de bêbado, Kyle? O que está em seu subconsciente? 

Kyle: O rosto da Miley Cyrus. No meu peito. Não, as palavras "Miley Cyrus" no meu braço em Helvetica. Espere, não! Abaixo do antebraço, a "wrecking ball" é o pulso, e Miley sentada em meu pulso. Então eu posso balançar o braço para trás e para frente.

OOO: Kyle, você está vestindo uma camisa de gato surpreendente. 

Will: Ela costumava ser minha, mas Kyle me roubou.

Kyle: Esta camisa eu ganhei de uma fã. Recebi um monte de presentes, principalmente relacionados a gatos. 

Will: Eu tenho uma camisa de mim e Rihanna, que foi feita para mim por uma fã. Ela foi impressa em uma camisa de Calvin Klein. Agora isso é um bom presente.

Kyle: Seu rosto e, em seguida, o rosto de Rihanna em um coração. No início da nossa carreira, nós todos vestíamos camisetas pretas no palco, porque queríamos algo unificado, mas então nós meio que começamos a tentar um contra o outro em nossas camisetas. Tipo um lobo, e então dois lobos e uma lua, e gatinhos, e N*SYNC, Barbra Streisand. E foi crescendo e crescendo. E então eu acabei com isso. Sim, então eu tenho N*SYNC, eu tenho um gato tocando teclado sob o luar.
Entrevista com Will e Kyle nos EUA Entrevista com Will e Kyle nos EUA Reviewed by Adm on 09:51 Rating: 5

Nenhum comentário