Bastille comenta sobre sua Playlist

Em entrevista à Revista ShortList, os integrantes da banda comentaram sobre suas preferências musicais e o que estão escutando atualmente. Confira:


Música favorita que ninguém mais já ouviu falar
Woody: Não é só por causa de Rag ‘N’ Bone Man ser um cara adorável, mas um cantor muito, muito talentoso também. Sua nova música Wolves é insanamente boa.
Dan: Correndo o risco de soar um bajulador, ele tem uma das melhores vozes do mundo, tão única e tão bonita. Imagine isso: ele é um cara alto, coberto com uma barba enorme e coberto de tatuagens, mas ele abre a boca e é tão comovente. Uau! Seu álbum, atualmente, é gratuito para baixar e é realmente bom.

Filme favorito pela trilha sonora
Kyle: Labyrinth (Labirinto). David Bowie fez a trilha sonora! Qual incentivo a mais você precisa?
Will: Ghostbusters (Caça-fantasmas), com certeza? Você não vê um grande e velho tema como o nome do filme mais.
Dan: É como A Família Addams, você precisa das palavras do filme na música, às vezes.
Woody: Eu não acredito que ninguém tenha dito Escape From New York (Fuga de Nova York), de John Carpenter. Nunca antes tinha tanta tensão construída com sintetizadores baratos, e funcionou brilhantemente. A maior trilha sonora de filmes de todo o tempo.
Will: Ok, concordaremos nessa, mas nosso filme favorito é Tremors (Ataque dos vermes malditos). Disso todos nós podemos concordar.
Dan: Não há dúvida sobre Tremors.

Canção triste favorita
Dan: Bem, tem que ser Hope There’s Someone de Antony And The Johnsons. Muito deprimente, é claro, mas também muito bonita, e eu só estou escolhendo ela porque Kyle faz a melhor impressão vocal da música.
K: Hmm.. Eu realmente não tenho feito isso há tempos, mas eu acho que é uma impressão de nota A. Eu vou dar uma chance... [para o registro, ShortList pode verificar que é uma versão muito gorjeada e misteriosa]
Will: Ótima, né?
Dan: Tocar músicas bastante melancólicas em shows ao vivo pode ser complicado, há um estudo para um setlist dessa forma. Estivemos fazendo shows praticamente todos os dias durante os últimos três anos, de modo que já aprendemos como a multidão reage a certas músicas - temos sorte que a maioria de nossas músicas são agitadas e muitas das nossas platéias sabem o álbum inteiro, mas é bom estar ciente de como ela se comporta em uma música mais pessimista. A última música que lançamos chama Oblivion, e muitos dizem ter um tom triste, por isso será interessante ver como o público reage a isso.

Música de casamento preferida
Dan: Woody vai se casar em breve, talvez uma para ele...
Woody: Bem, na verdade, de volta aos velhos tempos, quando eu costumava fazer shows de casamento para conseguir algum dinheiro, a primeira dança mais agradável que eu já vi foi ao som de Amazed de Lonestar. Bem, foi cantada pela noiva para o noivo que estava no palco comigo e com a banda. Foi tão digno. Acho que fechei os olhos.
Will: Eu fiz um show de casamento com Woody uma vez. Eu tive que aprender 30 músicas em cerca de três horas.
Dan: Vocês podem dizer que estão realmente cansados quando se trata de casamentos.
Woody: Eu realmente proíbo qualquer coisa de Stevie Wonder em meu casamento. Eu ouvi Superstition umas 40.000 vezes. Não quero ouvi-la 40.001.
Will: Shows em casamentos eram uma boa diversão. Só que muito, muito longos.

Canção atual favorita
Dan: Tudo da Banks. Ela está fora deste mundo, e eu também gosto muito de como ela vem alimentando seu álbum desde o lançamento em setembro. Um lançamento inteligentemente exagerado. Fizemos algo similar com nossos mix tapes, com amostras de filmes, trilhas sonoras e músicas aleatórias dos anos 90, sem realmente pensar sobre a legalidade de tudo. Decidimos colocá-los em um site nosso e, em seguida, a divulgação cresceu a partir disso. Entramos em um monte de problemas por conta disso, mas foi divertido.

Canção favorita de sua infância
Will: Walking On Broken Glass, com certeza. É uma trilha sonora de um determinado ponto na minha vida.
Dan: Ou Don’t Speak, de No Doubt – essa foi enorme nos anos 90. As músicas são como cheiros, eles podem ser bons, eles podem ser ruins, e eles podem fazer você lembrar de uma época ou de um lugar. Don’t Speak faz com que eu sinta graça por dentro, uma boa melodia nostálgica. Amava o vídeo também, eu lembro de algo sobre uma maçã.

Trecho favorito de uma música
Woody: Nirvana: "Só porque você é paranóico não significa que eles não estão atrás de você.'
Kyle: Isso é uma boa.
Dan: Espere, quais eram nossas letras favoritas de Tinie Tempah da conversa que tivemos sobre isso ontem? Ele tem alguns clássicos.
Will: E James Blunt, "Eu te conheço bem, conheço o seu cheiro."

One-Hit Wonder Favorito (Maravilha de um sucesso só)
Will: Whigfield. Veja, eu nem precisava dizer Saturday Night, vocês já saberiam qual música eu queria dizer.
Dan: O mesmo vale para o Sr. Blobby. Não há muitas visitas por lá.
Kyle: Hall & Oates – I can’t go for that 
Woody: Bem, Hall & Oates não podem contar nisso, porque foram cheios de hits. Contaria Love Grove City?
Will: Sim! Esse foi um clássico Eurovision.

Música favorita de suas próprias músicas
Dan: Nós temos uma música chamada The Draw, que é a mais divertida de tocar ao vivo. É a nossa primeira música com guitarra base por três minutos e temos de fingir que somos uma banda realmente pesada!
Kyle: Eu concordo. Nela eu toco baixo, e eu não sou um baixista, então isso significa que eu tenho que mudar minha estação apenas para uma canção! As pessoas estão sempre tentando tirá-la do set list...
Will: Eu tentei tirá-la apenas para enrolá-lo
Kyle: Inacreditável. Grande canção.



Tradução: Thalita (Bastille Brasil)
Bastille comenta sobre sua Playlist Bastille comenta sobre sua Playlist Reviewed by Defresi on 10:57 Rating: 5

Nenhum comentário